O estúdio Universal lidera com três filmes na bilheteria americana

O estúdio Universal lidera com três filmes na bilheteria americana

Os três longas de maior bilheteria no último fim de semana na América do Norte são todos distribuídos pelo mesmo estúdio. A Universal é a responsável pelo líder Velozes...

 O estúdio Universal lidera com três filmes na bilheteria americana

Publicidade


Publicidade

Os três longas de maior bilheteria no último fim de semana na América do Norte são todos distribuídos pelo mesmo estúdio. A Universal é a responsável pelo líder Velozes & Furiosos 9 (que está na segunda semana) e pelos estreantes O Poderoso Chefinho 2: De Volta aos Negócios e The Forever Purge, que ficaram em segundo e terceiro lugar respectivamente.

Trata-se da primeira vez que isso ocorre desde fevereiro de 2005 (!), quando as primeiras posições do ranking das bilheterias foram ocupados por filmes distribuídos por um mesmo estúdio, no caso, a Sony Pictures. Foram eles Hitch: Conselheiro Amoroso, que estreou com US$ 43,1 milhões, seguido pela segunda semana do terror O Pesadelo e pela quarta da comédia familiar Querem Acabar Comigo

Após sua excelente estreia na semana passada, Velozes 9 arrecadou mais US$ 24 milhões entre sexta e domingo nos EUA. Ao todo, o longa de ação tem US$ 117,1 milhões na bilheteria americana. Trata-se da maior bilheteria alcançada após 10 dias em cartaz, superando Um Lugar Silencioso: Parte II e Godzilla vs Kong (que tinham respectivamente US$ 88 milhões e US$ 60 milhões ao final de seu 10º dia).

Publicidade

Isso significa que Velozes 9 deve ultrapassar a sequência de Um Lugar Silencioso (que tem US$ 144,4 milhões até o momento) e tornar-se a maior bilheteria americana do ano, certo? Bem, talvez não seja tão fácil assim. O nono capítulo da Saga Velozes sofreu uma queda de nada menos que 66% entre seu primeiro e segundo fins de semana. 

Para ser justo, os longas da franquia costumam ter quedas enormes em suas segundas semanas. Todos os capítulos despencaram mais de 60%, com exceção do spin-off Hobbs & Shaw (queda de 58% em agosto de 2019), Desafio em Tóquio (59% em junho de 2003) e do primeiro (50% em junho de 2001). Ainda assim, nenhum deles caiu tanto quanto o nono. E sua situação pode se complicar ainda mais a partir da semana que vem, que receberá a estreia de Viúva Negra.

Publicidade

Ainda assim, se ele tiver um desempenho parecido com os dos capítulos 4, 6, 7 e 8 (que tinham arrecadado uma média de 72% de seu total até a segunda semana), VF9 pode sair de cartaz com entre US$ 155 milhões e US$ 164 milhões. Caso ele não despenque muito frente a Viúva Negra, pode ter um desempenho similar ao do quinto capítulo (que, tal como o nono, teve um filme da Marvel como principal concorrente, no caso Thor), o que lhe daria um total de US$ 176 milhões. 

Já está claro que, como as bilheterias nos EUA ainda não se recuperaram totalmente (não espere que Viúva Negra tenha números similares aos de Pantera Negra e Capitã Marvel), Velozes 9 deve sair de cartaz sem conseguir chegar à casa dos US$ 200 milhões, tal como fizeram os capítulos 5 a 8. Apenas com muita sorte o longa conseguirá alcançar Hobbs & Shaw (US$ 173 milhões), mas um total acima dos US$ 155 milhões de Velozes 4 ainda é possível. Tudo vai depender de como ele vai se sair na semana que vem frente à espiã de Scarlett Johansson.

Na segunda posição, a animação da DreamWorks O Poderoso Chefinho 2 estreou com US$ 17,3 milhões ao longo do fim de semana. Trata-se de uma abertura bem abaixo da do primeiro longa, que estreou com US$ 50,2 milhões em março de 2017. No entanto, era previsível que isso fosse ocorrer, pois nos últimos anos tornou-se comum que sequências de animações de sucesso faturassem bem abaixo de seus predecessores, praticamente inviabilizando suas franquias. 

Publicidade

Foi o caso de Uma Aventura Lego (US$ 258 milhões para o primeiro filme e US$ 106 milhões para o segundo), Pets: A Vida Secreta dos Bichos (US$ 368 milhões para o primeiro e US$ 159 milhões para o segundo) e Angry Birds (US$ 108 milhões para o primeiro e US$ 41 milhões para o segundo). Agora o mesmo ocorreu com O Poderoso Chefinho, em que a bilheteria final desta continuação deve ficar bem abaixo dos US$ 175 milhões que seu antecessor arrecadou em 2017.

O fracasso de franquias animadas até então confiáveis tem deixado Hollywood em alerta. Foi por isso que a Universal decidiu que O Poderoso Chefinho 2 estrearia também simultaneamente no serviço de streaming do estúdio, o Peacock. É uma prática que deve se tornar comum mesmo depois da pandemia.

Publicidade

Na terceira posição, The Forever Purge é o quinto e último capítulo da franquia iniciada com Uma Noite de Crime em 2013. Ele arrecadou US$ 12,7 milhões entre sexta e domingo na bilheteria americana, um total bem abaixo de seu predecessor A Primeira Noite de Crime, que estreou com US$ 17 milhões entre sexta e domingo (e US$ 31 milhões entre quarta e domingo) em julho de 2018. 

Ainda assim, tal como outros filmes de terror de sua produtora, a Blumhouse, o longa foi bem barato, de modo que ele pode arrecadar menos do que A Primeira Noite de Crime (US$ 70 milhões) e ainda ser lucrativo. 

Há um motivo para que algumas das maiores histórias de sucesso nas bilheterias desde a pandemia sejam sobre filmes de terror: eles custam bem menos do que o seu típico blockbuster de ação e aventura, por isso não precisam quebrar recordes para dar lucro. Assim, após os sucessos de Um Lugar Silencioso: Parte II e Invocação do Demônio 3, The Forever Purge pode fornecer números decentes para seu estúdio.

Publicidade

Veremos na semana que vem como todos esses filmes se sairão contra Viúva Negra.

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.