PUBLICIDADE

Os melhores e os piores campeões da história do BBB

Tem aqueles que ficarão para sempre na nossa memória, já outros fazemos questão de esquecer

PUBLICIDADE

O reality show já deixou 21 pessoas mais ricas. Desde a sua estreia, o prêmio aumentou e ser campeão do BBB passou a valer muito mais que R$ 1 milhão e meio. Porém, mesmo baseado em votação popular, temos que concordar que nem todas as vitórias foram merecidas. Vamos listar aqui os melhores e os piores vencedores do BBB. Vem com a gente!

Os melhores

Gleici Damasceno

PUBLICIDADE

A acreana conquistou o Brasil no BBB18 com seu jeitinho meigo e bondoso. Alguns a rotulam como planta, mas Gleici tem todo perfil de campeã de reality. Ela era justa, fiel aos amigos, se posicionava e tinha uma história que emocionou todo mundo. 

Thelma

O BBB20 foi o primeiro com a participação de famosos, todo mundo já dava como certa a vitória de uma celebridade, por já ter popularidade. Mas Thelminha mostrou força e determinação e não abaixou a cabeça para os seguidores de ninguém. A sua vitória foi muito merecida.

PUBLICIDADE

Jean Wyllys

Jean, hoje conhecido como ex-deputado federal, foi o campeão do BBB5, considerado por muitos uma das melhores edições. Ele foi o primeiro a se tornar um milionário, já que até o BBB4 o prêmio era de R$500 mil. Jean encantou o público por ficar do lado “certo” da casa, dividida entre mocinhos e vilões. As suas amizades também ajudaram muito sua popularidade. 

 

 

PUBLICIDADE

 

 

Alemão

Vamos ser sinceros, nos dias de hoje, Diego Alemão nunca ganharia um BBB e ainda seria cancelado. Mas, em 2007, tudo era diferente. O loiro de cabelo espetado teve muitos inimigos dentro da casa e derrotou um por um, voltou de 5 paredões. Seu trisal com Íris Stefanelli e Fani conquistou o público do sofá. Toda edição foi emocionante. 

Kleber BamBam

Não temos como deixar de fora o primeiro vencedor. Ele é lembrado até hoje junto com a sua companheira, a boneca Maria Eugênia. BamBam, com seu jeito meio infantil, foi acolhido pelos telespectadores que ficaram com pena de vê-lo excluído pelo resto da casa. 

Mas, como não vivemos só de coisas boas, vamos aos piores vencedores do Big Brother Brasil.

Cezar Lima

Cézar levou a edição de número 15 escorado em um personagem. Ele decidiu fazer o papel do caipira xucro e ignorante para conquistar as pessoas, o pior é que ele conseguiu. Amava se fazer de coitado e injustiçado e não dava para entender uma palavra que saía da sua boca. Zero emocionante essa vitória.

Emily Araújo

Talvez uma das participantes mais dissimuladas e mimadas que já passaram pelo reality. A gaúcha ficou conhecida por seu relacionamento tóxico com Marcos Harter e pelas besteiras que falava dentro da casa. A estreia de Tiago Leifert no comando da nave louca foi bem turbulenta. 

Rafinha

Alguém consegue achar um bom motivo que tenha feito Rafinha campeão do BBB8? O rapaz encantava algumas moças por ter uma noiva aqui fora e fugir das investidas das mulheres lá dentro. Queria até escrever mais sobre ele, mas não tem o que falar.

Marcelo Dourado

Temos que pontuar algo aqui, desde a sua última participação no BBB, Dourado mostrou que mudou totalmente seu comportamento e se tornou uma pessoa melhor. Porém, como temos que julgar o que passa na casa… ele nunca deveria ter levado aquele prêmio. A quantidade de coisas absurdas ditas pelo brother, se ditas hoje, seria caso de justiça. Mesmo que tenha mostrado um outro lado de sua personalidade ainda dentro do reality, ele deveria ser punido de alguma forma por suas atitudes preconceituosas.

Paula Von Sperling

Bom, essa não merece nem explicação. 

 

Sair da versão mobile