PUBLICIDADE

Depois de 21 edições, o BBB apresenta sinais de amadorismo

As últimas notícias sobre o maior reality show do Brasil começaram a irritar o público

PUBLICIDADE

O BBB 22 estreia na segunda-feira, 17, mas a única certeza que o público tem até agora é que o apresentador é mesmo o Tadeu Schmidt. As mudanças e a falta de clareza dão um ar de desorganização ao reality, que é conhecido por sua excelente produção.

A primeira confusão começou no finalzinho de dezembro quando a Rede Globo anunciou Camilla de Lucas como a apresentadora do programa A Eliminação, atração do Multishow. Ela substituiria Vivian Amorim, grávida de sete meses. Logo no dia seguinte, a emissora voltou atrás e noticiou Ana Clara no lugar. A notícia de Camilla como host já tinha deixado parte do público insatisfeito, mas até mesmo os mais incomodados não aprovaram a falta de sensibilidade da emissora.

Outra novidade que pegou todos de surpresa foi a saída de Ana Clara da Rede BBB. Ela era responsável por entrevistar os participantes minutos depois da saída deles da casa. A escolhida para ocupar seu lugar foi Rafa Kalimann, ex-bbb 20, que não tem a simpatia dos telespectadores, a prova é seu programa Casa Kaliman, cancelado depois da primeira temporada.

PUBLICIDADE

 

Mas o que todos querem mesmo saber são os nomes dos participantes. Acontece que este ano o BBB perdeu o timing. A lista oficial estava prevista para terça, 11, depois mudou para o dia 13, quinta-feira. Na noite desta quarta, durante o intervalo da novela das sete, Tadeu Schmidt revelou que a lista oficial vai sair na sexta, 14, durante a programação da emissora. 

Os internautas já se mostram cansados de todas as teorias que envolvem o reality. A sensação é que não haverá mais surpresa quando a lista for liberada. Toda essa demora só será justificada se os nomes forem realmente surpreendentes. 

PUBLICIDADE

Para completar, a Globo informou em nota que três participantes testaram positivo para Covid. As pessoas infectadas vão ficar em isolamento e não poderão entrar na casa junto com o restante do grupo. Os três entram depois, sem interferir nos rumos do jogo.

Nós estamos vivendo uma pandemia, onde cada cuidado é pouco. Algumas dúvidas ficam no ar, não seria necessário que os participantes ficassem isolados em hotel com bastante antecedência? O teste de Covid só foi feito 5 dias antes do início do show? Será que essa entrada tardia não vai influenciar a interação dos positivados com o resto da casa e com a formação dos grupinhos?

A verdade é que se tudo isso tivesse acontecido com A Fazenda, a TV Record seria alvo de piadas. Depois de achar que a maior mudança seria a saída de Tiago Leifert, o Big Brother Brasil 22, que ainda nem começou, já está dando o que falar.

Sair da versão mobile