Não! Não Olhe! estreia na liderança da bilheteria americana

Novo filme do aclamado diretor Jordan Peele, Não! Não Olhe! é a segunda maior abertura da pandemia para um filme para maiores.

Não! Não Olhe! estreia na liderança da bilheteria americana

Novo filme do aclamado diretor Jordan Peele, Não! Não Olhe! é a segunda maior abertura da pandemia para um filme para maiores.

 Não! Não Olhe! estreia na liderança da bilheteria americana

Publicidade

Pela primeira vez em bastante tempo, a grande estreia da semana na bilheteria dos EUA é um filme totalmente original, não conectado a nenhuma grande franquia: o suspense Não! Não Olhe!, comandado pelo cineasta e ex-comediante Jordan Peele.


Publicidade

O filme arrecadou US$ 44 milhões entre sexta e domingo nos EUA. Trata-se da segunda maior estreia da pandemia para um filme R-Rated (ou seja, proibido para menores de 17 anos), atrás apenas do também distribuído pela Universal Halloween Kills: O Terror Continua, que abriu com US$ 49,4 milhões em outubro passado.

Infelizmente, a abertura de Não! Não Olhe! foi vista como decepcionante pela indústria. O longa, afinal, ficou bem atrás de Nós, o filme anterior de Peele, que arrecadou US$ 71 milhões em seu primeiro fim de semana em março de 2019. No entanto, era simplesmente injusto esperar que Não! Não Olhe! teria o mesmo desempenho de seu antecessor.

Nós, afinal, foi o longa seguinte do diretor após o oscarizado Corra!, e portanto tinha um hype bem maior. Para se ter uma ideia, sua abertura é até hoje a segunda maior da história para um filme live action totalmente original, atrás apenas de Avatar. Foi uma performance simplesmente excepcional, do tipo que dificilmente se veria em qualquer filme, independentemente de quem fosse o diretor.

Publicidade

Portanto, tirando a descabida comparação com seu poderoso irmão mais velho, a abertura de Não! Não Olhe! foi decente para um suspense para maiores totalmente original, sem o apoio de nenhuma franquia. Conforme notado pelo Deadline, ele arrecadou números superiores aos de Era Uma Vez em Hollywood (US$ 41 milhões em julho de 2019), que também foi outro longa R-Rated original, escrito e dirigido por um cineasta premiado (no caso, Quentin Tarantino).

Não! Não Olhe! é o primeiro suspense de Jordan Peele a falar sobre alienígenas

Diretores como Tarantino, Peele e Christopher Nolan estão entre os poucos na atualidade que ainda tem o poder de convencer os estúdios hollywoodianos a gastarem com ideias originais. Todos são comprometidos com a experiência cinematográfica (não vejo nenhum deles produzindo algo exclusivo para a Netflix num futuro próximo) e ainda tem o poder de levar a audiência ao cinema para assistir algo ousado, não conectado a nenhuma franquia.

Publicidade

Enfim, até 2019 filmes como Nós e Era Uma Vez em Hollywood tinham forças, hype e aclamação da crítica o bastante para alcançar bilheterias acima dos US$ 100 milhões nos EUA. Hoje em dia, após anos de pandemia e com os longas chegando cada vez mais cedo ao streaming, Não! Não Olhe! terá sorte se conseguir alcançar os US$ 92 milhões de Halloween Kills. Por outro lado, a falta de adversários fortes nos próximos meses pode contribuir positivamente para os seus números.

De toda forma, eu espero que ao menos a Universal se dê por satisfeita com a performance de Não! Não Olhe! para financiar a próxima obra original de Peele. São cineastas como ele que ainda impedem que a indústria do cinema seja total e irreversivelmente dominada por grandes franquias.

Continue ligado no Legado Plus! [créditos: Deadline e Box Office Mojo

Publicidade
Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.