Bilheteria Brasil: Top Gun: Maverick retorna à liderança do top 10

Aproveitando-se da falta de concorrentes, Top Gun: Maverick voltou a liderar a bilheteria brasileira e ultrapassou 4 milhões de público.

Bilheteria Brasil: Top Gun: Maverick retorna à liderança do top 10

Aproveitando-se da falta de concorrentes, Top Gun: Maverick voltou a liderar a bilheteria brasileira e ultrapassou 4 milhões de público.

 Bilheteria Brasil: Top Gun: Maverick retorna à liderança do top 10

Publicidade


Publicidade

Sem nenhum grande lançamento de blockbusters na bilheteria brasileira, os mesmos líderes de semana passada se repetiram nesta: Top Gun: Maverick, Jurassic World: Domínio e Lightyear. No entanto, mesmo estando em cartaz há mais tempo, coube ao primeiro ficar no topo do ranking.

      LEIA TAMBÉM!

Top Gun: Maverick levou 263 mil pessoas aos cinemas nacionais entre quinta e domingo e arrecadou R$ 6,3 milhões. No total, são 4,03 milhões de espectadores e R$ 87,9 milhões em bilheteria para o filme de ação estrelado por Tom Cruise.

Publicidade

Comandado por Joseph Kosinski, o longa, que já é um dos maiores da história nos EUA, é a terceira maior bilheteria do ano no Brasil e, aliás, a maior para um longa que não é de super-heróis – à sua frente estão apenas Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (R$ 169 milhões e 8,46 milhões de público) e Batman (R$ 115 milhões/5,91 milhões de público).

É improvável que Maverick alcance esses dois, porém, no ranking geral da pandemia, ele certamente irá superar nos próximos dias os públicos de Venom: Tempo de Carnificina (4,09 milhões), Eternos (4,15 milhões) e Velozes & Furiosos 9 (4,25 milhões). Isso o deixaria atrás apenas do Homem-Morcego, do Mago Supremo e de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (17,3 milhões).

Publicidade

Top Gun: Maverick é um dos filmes mais vistos da pandemia no Brasil

A trajetória de Top Gun: Maverick no Brasil é quase tão surpreendente quanto nos EUA. Em sua quinta semana no país, o longa caiu apenas 45% em comparação com a quarta. Seus dois maiores adversários despencaram mais e venderam menos ingressos, apesar de estarem em cartaz há menos tempo: Domínio, em sua quarta semana, caiu 57% e teve um público de 240 mil (total de 3,37 milhões); enquanto Lightyear, na segunda, caiu 59% e vendeu 236 mil (total de 939 mil). 

Isso comprova o quanto o boca a boca de Maverick tem sido positivo também no Brasil. O longa pode não ser por aqui o mesmo titã que está sendo na bilheteria americana, porém seu desempenho está bem acima da média para um filme de ação sem super-heróis, sem a família Velozes e enfim, sem conexão com qualquer franquia bem sucedida da atualidade. 

Continue ligado no Legado Plus para ficar por dentro do mundo pop!

Publicidade
Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.