Bilheteria EUA: Filmes para a família se seguram apesar de Doutor Estranho 2

Na bilheteria americana, Os Caras Malvados e Sonic 2 seguem como as únicas opções em cartaz para crianças menores.

PUBLICIDADE

Enquanto Doutor Estranho no Multiverso da Loucura quebrava recordes de bilheteria (saiba mais aqui e aqui), outros longas em cartaz serviram como opção para quem não queria ou não podia ver o novo blockbuster da Marvel Studios.

 

      LEIA TAMBÉM!

 

Na segunda posição no ranking semanal da bilheteria americana, logo abaixo do Feiticeiro da Marvel, Os Caras Malvados arrecadou US$ 9,6 milhões no fim de semana. Ele sofreu uma queda de 41% em comparação com a semana anterior, o que é até decente considerando a dominância do blockbuster do MCU. 

PUBLICIDADE

No total, a animação da DreamWorks tem US$ 57,3 milhões na América do Norte e US$ 90,7 milhões fora, resultando num total global de US$ 148,1 milhões. 

Os Caras Malvados é a nova animação da DreamWorks, e já está em cartaz no Brasil

Em terceiro lugar, Sonic 2: O Filme faturou mais US$ 6 milhões em sua terceira semana, 48% a menos que na anterior. Até o momento, o ouriço arrecadou quase US$ 170 milhões na bilheteria americana e US$ 349 milhões global – o segundo maior filme infantil desde a reabertura das salas no mundo todo, atrás apenas de Sing 2 (US$ 400 milhões). 

Como Multiverso da Loucura não é lá muito adequado para os menores espectadores, tanto Sonic 2 quanto Os Caras Malvados podem se sustentar bem ao longo do mês. Lembrando que os cinemas não receberão nenhum longa explicitamente para crianças ao menos até Lightyear, em meados de junho.

Sonic 2: O Filme é a maior bilheteria americana para uma adaptação de videogames

Por outro lado, outro blockbuster envolvendo magos despencou após a estreia de Stephen Strange. Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore arrecadou mais US$ 4,2 milhões em seu quarto fim de semana em cartaz, chegando a um total de US$ 86,3 milhões nos EUA. 

O terceiro longa da saga de Newt Scamander é um fiasco total na bilheteria americana. Fora de lá, porém, seus números são um pouco melhores: US$ 278 milhões fora da América do Norte e US$ 365 milhões global. Infelizmente, ainda não é o bastante para salvá-lo do flop.

Animais Fantásticos 3 é de longe a menor bilheteria do Mundo Mágico de J.K. Rowling

Para terminar, gostaria de destacar o sucesso conquistado por um filme independente apenas pela força do boca a boca, apesar da pandemia e da competição com os blockbusters: Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo é até o momento um dos longas mais elogiados e comentados do ano, e já arrecadou US$ 41,8 milhões na bilheteria americana. 

Trata-se da quarta maior arrecadação de sua distribuidora, a A24, que nos últimos anos especializou-se em lançar alguns dos maiores hits do cinema independente. Por enquanto, Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo perde apenas para Hereditário (US$ 44 milhões), Lady Bird: A Hora de Voar (US$ 49 milhões) e Joias Brutas (US$ 50 milhões). 

Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo será lançado no Brasil em 23 de junho pela Diamond Filmes.

Tudo em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo é o maior sucesso do cinema independente 

Continue ligado no Legado Plus para saber todas as novidades da cultura pop!

PUBLICIDADE
Sair da versão mobile